Treino de Motivação – Dica 6: Aprendendo a receber um NÃO

A dica do curso dessa semana, nos ajuda não só no processo de motivação para reeducação alimentar e atividade física, bem como na nossa vida pessoal, emocional e profissional. Aprender como nosso cérebro reage ao “Não” é uma grande ferramenta de engrandecimento pessoal.

De fato, nós seres humanos fomos treinados a ser evolutivamente como o animal topo da cadeia, e com isso seres “superiores”; e com isso fomos despreparando-se a aceitar criticas. E quando elas chegam, é comum respondermos com agressividade ou então deixarmos claro que não a aceitamos, ou seja, não assumimos.

Durante um processo de reeducação alimentar, por exemplo, recebemos criticas de nossas atitudes radicais quanto às escolhas. Cabe a cada um julgar se a crítica é coerente ou não. E tomar cuidado, se a crítica for condizente a alertar-nos sobre algum distúrbio alimentar, como anorexia.

O ideal é saber ouvir e avaliar uma critica tendo em conta o que a pessoa diz, e como diz; bem como quem diz, e qual a intenção de dizer aquilo. Amigos invejosos e pessoas tóxicas, sempre nos rodearão. Entes queridos podem alertar algo que não percebemos. Diferente de um simples conhecido, devemos ponderar isso.

O nosso cérebro de verdade não conhece o “não”. Veja:

“Não pense em um elefante abóbora!” aposto que mesmo que não queira você imaginou um elefante abobora certo? É o seu cérebro que não entende o não, só o sim. Isso será um excelente exercício para você criar suas frases motivadoras daqui para frente.

Frases sem efeito:
“Não posso”
“Não quero”

Devemos trocá-las por:
“Quero ter saúde e pra isso é importante emagrecer!”
“Quero paz na minha relação com a vida!”

Retomando às criticas, quando as receber, faça o seguinte:

1. Analise o dito, antes de tirar qualquer conclusão.
2. Não contra-ataque e também não fique na defensiva
3. Peça sugestões ao criticador
4. Ignore o que for inveja
5. NUNCA responda com outra crítica

Acredite, uma crítica pode ser uma dica bem motivadora para o nosso crescimento.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *