10 • abril • 2016

Gravidez e Depilação a Laser não é uma boa combinação!

Gravidez e depilação a laser não é uma boa combinação. Realizar o procedimento na gestação não é recomendado.

“Não se sabe de fato se isso traz desconfortos específicos ao bebê, as pesquisas não conseguem ser elaboradas pela possível chance de risco, por isso é melhor não fazer o procedimento”, orienta a ginecologista obstetra Karina Zulli, do Hospital e Maternidade São Luiz.

gravidez e depilacao

A depilação com cera quente ou feita com lâmina pode ser feita sem restrições.

Apesar de não existir estudos em grávidas, o procedimento pode ser considerado seguro, pois a penetração destes lasers não vai além de milímetros além da epiderme. No entanto, se possível, o procedimento deve ser evitado pelo risco de hiperpigmentação da pele, manchas escuras que aumentam durante a gestação por conta dos hormônios próprios deste período“, explica a Dra.Tatiana Jerez, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Não existem estudos significativos sobre o assunto, por isso a Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, optam por não indicar este método de depilação na gravidez, por precaução e devido aos riscos de problemas relacionados a hiperpigmentação da pele.

Na minha gravidez sem saber que não era recomendado, fui na Espaçolaser e eles sendo uma empresa responsável e extremamente dedicada ao bem estar e segurança de seus clientes, não realizam o laser em mulheres grávidas!

Fontes: 1, 2 e 3.

06 • abril • 2015

Você é vítima da comida?

Tenho visto, nesses últimos meses, indivíduos que se enquadram como “vítimas” da comida.

Existe uma diferença entre aqueles que comem besteiras e tem total noção do que está fazendo e têm aqueles, que por ansiedade, medo, culpa, raiva, etc, come qualquer coisa que veja na frente apenas para suprir a necessidade de algo. Essa compulsão pode ou não ser acompanhada por arrependimento logo em seguida.

É triste e alarmante a quantidade de pessoas, cada vez mais novas, sedentárias e obesas.
Algumas características são iguais para essas pessoas: usa roupas largas para esconder o corpo, vergonha de olhar para o espelho, cabeça sempre baixa, não pratica exercícios ou não tem vida social pois tem vergonha de se expor.

Acredito que, além de todas as questões emocionais envolvidas, uma parte dessa obesidade é por descuido ou falta de informação do próprio indivíduo. Mudanças de hábito são difíceis, mas não impossível!
Concordo que é uma delícia começar o dia comendo cereal açucarado com leite, bolacha recheada, pão francês com manteiga.

Mas quais os nutrientes que esse tipo de alimentação te fornece? Esse tipo de alimentação favorece seu corpo e sua saúde?

Claro que não! Esse tipo de alimentação só favorece a sua insatisfação com seu corpo e os problemas de saúde decorrentes de excesso de gordura no organismo.

Desafie-se, dê o primeiro passo, acredite em você! Informação de qualidade é o que não falta! Apesar de ter muita besteira rolando nas páginas sociais (pelo fato do mundo fitness estar na “moda”), também é possível encontrar muita informação de qualidade. Existem excelentes profissionais que compartilham conosco informações simples pra mudança de hábitos.

Não sou a favor de dietas temporárias. Sou a favor de mudanças de hábito mesmo, pra vida inteira. E pra mudar, é preciso conhecimento; saber o porquê de cada coisa. Quando você tem conhecimento do que o alimento faz no seu organismo, fica muito mais fácil incluir (ou excluir) tais alimentos no seu dia a dia.

Não sou médica e nem psicóloga pra fazer nenhum tipo de diagnóstico. Acredito que, quando uma pessoa apresenta dificuldades de mudar hábitos por questões diversas, o tratamento nutricional acompanhado de terapia é sempre o mais indicado.

Antes de falar que fazer essa associação de tratamentos fica caro, só te digo uma coisa: você não gasta dinheiro com nutricionista, com psicólogo, com academia. Isso é investimento na sua saúde.

Saúde não se compra, se cultiva!

02 • maio • 2011

6 meninas, 6 cabelos e 6 jeitos de cuidar

Oi meninas, o post de hoje fiz com muito carinho a um tempinho e só vim postar agora. É sobre 6 meninas e o jeito de cada uma cuidar dos cabelos, o que agride seus cabelos no dia-a-dia e como dicas de produtos que podem driblar esses inimigos, espero que vocês gostem.






Então meninas, o que acharam? Quais produtos vocês aprovam, reprovam e como cuidam de seus cabelos? Tem um vídeo lá no canal que falo também como cuido do meu cabelo 😀

20 • março • 2011

Livre-se do alicate!

Em dezembro de 2010 resolvi parar de tirar as cutículas ao fazer as unhas. Eu já estava insatisfeita há alguns anos, mas na correria da semana nunca levava a sério essa ideia. Não tenho muita cutícula, mas freqüentemente ficava com algum machucadinho por causa do alicate, minha pele ficava super sensível de tanto mexe, minhas unhas viviam quebrando.. Insatisfação total! Então vou resumir o que deve ser feito para ter unhas lindas e COM cutícula:

1º passo: HIDRATAÇÃO! Se você não tem paciência para dedicar um tempinho do seu dia à hidratação das cutículas, esqueça! Essa parte é a principal, pois vai deixá-las menos aparentes. E no começo, hidrate o tempo todo! Eu levo a cera nutritiva na bolsa e sempre que posso, passo nas unhas e massageio.. no começo eu recomendo passar no mínimo 3 vezes ao dia, depois você controla de acordo com a necessidade das unhas.

2º passo: RESISTIR AO ALICATE! Vou contar como eu faço: deixo as mãos de molho por alguns minutinhos e com uma espátula empurro o excesso de cutícula suavemente. Só utilizo o alicate se tiver alguma pelinha no dedo ou algo desse tipo, mas na cutícula jamais! Para mim isso é mais que suficiente. Você pode empurrar as cutículas com a espátula após o banho também, mas confesso que eu sempre esqueço.

Não tenho foto do antes (sorry!), mas aqui está a foto de 3 meses sem o alicate..ótimo começo, não?!

Faltou falar dos produtos que uso né?
Então, vejo muitas blogueiras com dezenas de cremes, óleos, ceras, etc., mas eu só utilizo dois: a Cera Nutritiva para Unhas e Cutículas Granado (em média R$15) e a famosa pomada Bepantol (em média R$10). Ambos são ótimos, a cera levo sempre na bolsa e passo a qualquer hora, já a Bepantol passo quando não estou com esmalte nas unhas e quando vou dormir, pois elas ficam melecadas..rs E só!

Existem outras opções legais também, como:
Avon Mira-Cuticle
Óleo de amêndoas Johnson’s Baby
Avon Nail Experts Creme Hidratante de Cutículas

Por fim, espero inspirar pelo menos uma leitora a largar o alicate!rs
Sem dúvidas foi uma ótima decisão que tomei, minha irmã viu o resultado em minhas mãos e logo acompanhou!
E aí, quem topa?!

Marina Iris - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018