17 • junho • 2014

Peito de Peru – falso amigo da dieta

O peito de peru é muito consumido pois é pratico pra fazer sanduíches, omeletes, etc. Mas é um falso amigo da dieta, apesar da carne de peru ser magra, a industrialização do peito de peru defumado acaba deixando a desejar.

Foto: Cassol Centerlar

Isso porque contêm muitos aditivos químicos como corantes, conservantes, espessantes e realçadores de sabor.

O processo de defumação pelo qual o peito de peru passa faz uso de conservantes como nitritos e nitratos extremamente prejudiciais à saúde e com potencial cancerígeno altíssimo.

Nitritos são composições químicas liberadas por alguns tipos de bactérias, sal ou éster do ácido nitroso (HNO2) ou ânion dele derivado. Em conjunto com os nitratos, os nitritos são também utilizados para conservar a carne, mantendo a cor e inibindo o crescimento de microrganismos, no entanto eles podem formar nitrosaminas que são cancerígenas.

Contêm muito, mais muito sódio. As marcas no mercado vão de 400 a 600 mg em 2 fatias. A Organização Mundial da Saúde recomenda um consumo máximo de 2000 mg (2g) de sódio por pessoa ao dia, o que equivale a 5g de sal (lembrando que 40% do sal é composto de sódio).

Se a quantidade de sódio for superior a 400 mg em 100g do alimento, este é considerado um alimento rico em sódio, sendo prejudicial à saúde, devendo ser evitado.

O ideal é não consumir, evitar sempre que puder, pois podem causar problemas sérios como hipertensão arterial, problemas renais e até câncer.

Substitua por peito de frango, queijo branco, ricota, ovos mexidos, etc.

Um nutricionista saberá indicar lanches mais saudáveis de acordo com suas necessidades.

14 • junho • 2014

Biomassa de Banana Verde

A banana verde pode ajudar na redução de peso e do colesterol, além de controlar a quantidade de açúcar no sangue (glicemia). Ela é considerada um alimento funcional pois, quando cozida, apresenta alto conteúdo de amido resistente presente na polpa da fruta.

Rica em amido, a fruta também fornece energia para o organismo, regulando o intestino, ajudando na digestão, atuando na prevenção e tratamento de quadros como diarréia e constipação, além de prevenir o desenvolvimento de doenças como o câncer de intestino.

A banana ainda possui potássio, primordial no funcionamento celular, pois participa de todos os processos musculares do organismo, inclusive os do coração. Também previne a perda de cálcio, ajudando na prevenção de osteoporose. Outro nutriente da fruta é o fósforo, que integra a composição de ossos e dentes e participa da digestão dos carboidratos.

Já o magnésio encontrado na banana é responsável pela produção da energia celular e relaxamento muscular, sendo especialmente indicado para pessoas estressadas.

Receita de biomassa de banana verde

Foto: Instagram da Maite Bueno

. Tire as 10 bananas uma a uma do cacho, cuidando para que esse corte seja bem rente para que nenhuma parte interna sofra contaminação no momento do cozimento.

. Lave com água e sabão e enxague bem.

. Em uma panela de pressão coloque água até a metade, ligue o fogo e deixe essa água ferver.

. Quando estiver fervendo coloque as bananas.

. Tampe a panela, a água deve ser suficiente para deixar as bananas “cobertas”, e quando começar a ouvir o barulho da pressão, abaixe o fogo, conte 8 minutos e desligue. Deixe que a pressão toda saia naturalmente da panela, não acelere o processo, não abra a panela.

. Destampe a panela e descasque as bananas, cuidado, pois, estarão quentes. Mas terá que ser feito com elas ainda quentes para facilitar o processo.

. Coloque a polpa da fruta para bater no liquidificador (pode ser necessário um pouco de água quente).

Validade: 3 a 6 meses no congelador. Na geladeira o ideal é consumir em até 3 dias.

O ideal é consumir duas colheres de sopa por dia, antes do café da manhã ou antes de dormir. A pasta pode ser armazenada durante sete dias na geladeira, de preferência em um recipiente de vidro escuro.

Ela pode ser consumida pura, ou então, acrescentada a diversos tipos de receitas, como bolos, tortas salgadas ou misturadas a sucos de frutas.

Fonte: Personare | Roberto Bueno | Maite Bueno

06 • junho • 2014

Zumba

Presente em mais de 180 países e com 15 milhões de adeptos, Zumba prega um estilo de vida que combina fitness, entretenimento e cultura. O programa de fitness revoluciona as atividades físicas tradicionais e atrai famosos, como os músicos Pitbull, autor do sucesso Bom Bom (“Panaamericano”) e Wyclef, parceiro de Shakira na música Hips don´t lie.

Uma aula de Zumba resulta em bem-estar, ajuda a combater o estresse, auxilia no emagrecimento e melhora o condicionamento físico.

Criando “festas de fitness”, suas aulas reúnem ritmos internacionais e coreografias fáceis de acompanhar, resultando em um exercício físico completo e eficaz.

Uma aula combina atividade física tradicional aeróbica com movimentos de dança e coreografia, assim os alunos não percebem que estão fazendo esforço. As coreografias alternam movimentos rápidos e lentos, o que promove a queima de até mil calorias em apenas uma hora de atividade. Não há obrigatoriedade de executar os movimentos com exatidão.

A ideia é divertir e afugentar o estresse. Entre os ritmos que compõe uma aula de Zumba estão hip hop, pop, rap, flamenco, dança do ventre, dança africana, além da salsa, merengue, cumbia e reggaeton.

O programa foi criado pelo colombiano Beto Perez na década de 1990, em sua cidade natal, Cali. Em uma aula de aeróbica, Beto percebeu que estava sem os CDs que costumava usar como trilha sonora. No improviso, usou fitas que levava na mochila, com músicas de salsa e merengue. Ainda sem saber, ele acabava de criar um novo tipo de dança e atividade física.

A marca Zumba Fitness foi registrada em 2001, em Miami, quando Beto se associou aos empresários Alberto Perlman e Alberto Aghion.

Desde sua criação, Zumba cresceu e tornou-se o maior e mais bem sucedido programa de fitness do mundo, tanto que virou até jogo de videogame. Para encontrar uma aula de Zumba, basta acessar o site: www.zumba.com

Eu recebi de presskit um kit super especial com a coleção de DVD, maracas, braceletes, regata e jogo do Zumba Fitness para XBOX 360. Sou uma negação para dança, mas estou tentando aprender esse programa onde é possível perder até 1000 calorias.

Já comecei a dançar com o jogo para o XBOX e posso dizer que queima muita caloria, é cárdia puro! Estou adorando <3

04 • junho • 2014

Lactose – consumir ou não?

A dieta sem lactose tem como base os mesmos princípios da dieta sem glúten. Essa dieta consiste em retirar do cardápio todos os alimentos que contenham leite e seus derivados (manteiga, queijo, creme de leite, iogurte e etc).

O resultado que se espera com essa dieta é um corpo mais sequinho assim como a retirada do glúten. Mas será que funciona? Vamos entender.

O que é Lactose?

É o açúcar presente no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.

Intolerância a lactose

Intolerância à lactose é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, ou seja, o açúcar do leite. Como consequência, essa substância chega ao intestino grosso inalterada. Ali, ela se acumula e é fermentada por bactérias que fabricam ácido lático e gases, promovem maior retenção de água e o aparecimento de diarreias e cólicas.

Tipos de intolerância

. Deficiência congenital: por um problema genético, a criança nasce sem condições de produzir lactase (forma rara, mas crônica);

. Deficiência primária: diminuição natural e progressiva na produção de lactase a partir da adolescência e até o fim da vida (forma mais comum);

. Deficiência secundária: a produção de lactase é afetada por doenças intestinais, como diarreias, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença celíaca, ou alergia à proteína do leite, por exemplo. Nesses casos, a intolerância pode ser temporária e desaparecer com o controle da doença de base.

Vale a pena retira-lo da alimentação?

Segundo a Associação Americana de Gastroenterologia e Nutrição, 85% da população adulta tem algum grau de intolerante à lactose.

A produção de lactase, enzima responsável pela quebra desse açúcar, diminui com os anos e, sem ela, a lactose, mal digerida, provoca distensão abdominal, retenção de líquido e sensação de estufamento, que diminui muito quando se tira o leite do dia a dia. O que ocorre é que o organismo elimina melhor as toxinas. Com isso, a pessoa desincha e tem a sensação de o corpo ficar mais sequinho.

Não está comprovado que retirar a lactose realmente emagrece, mas como dito acima, muitas pessoas podem ter um grau leve de intolerância causando uma distensão abdominal o que da a sensação de estar inchada.

A exclusão de leites e derivados da alimentação deve ser observada por especialistas, pois pode acarretar prejuízo nutricional na aquisição de cálcio, fósforo e vitaminas. Em longo prazo, estas deficiências podem levar a redução da densidade mineral óssea, facilitando o desenvolvimento de fraturas e osteoporose.

Procure um médico para saber se você tem algum tipo de intolerância a lactose, e um nutricionista para elaborar um cardápio de acordo com suas necessidades e objetivos sem prejudicar sua saúde.

Você pode substituir o leite de vaca pelos leites vegetais, como: o leite de arroz, amêndoas e castanhas.

03 • junho • 2014

Aumente sua massa de forma brutal com Up Your Mass da MHP

O UP YOUR MASS da MHP, não é somente um hipercalórico para ganho de peso, mas também, pode ser considerado um substituto de refeição, pois possui uma das melhores combinações de macro e micronutrientes do mercado.

A relação proteína / carboidrato é excelente (46g de proteína / 58g de carboidrato por porção), onde a maioria dos produtos desta classe não apresenta esta proporção. Outro ponto positivo é a quantidade de fibra do produto (11g), que faz com que o carboidrato contido no suplemento forneça energia de forma prolongada, obtendo como resposta, um melhor desempenho durante o exercício físico intenso.

Dentre as gorduras, podemos destacar o MCT (triglicerídeos de cadeia média), que além das funções, antivirótica, antibacteriana, antifúngica, termogênica e anti-catabólica, possui a propriedade de poupar a utilização de carboidratos durante o exercício, fazendo com que o corpo utilize mais gordura como fonte energética, o CLA, que além de possuir ação anti-catabólica (prevenção da perda de massa magra), está associado à queima de gordura, pois tem a propriedade de inibir a LLP (lipase lipoprotéica), enzima responsável pelo armazenamento de gordura. É também fonte de ácido graxos essenciais ômega 3 e ômega 6 que em equilíbrio, são responsáveis por reduzir o catabolismo muscular, processos inflamatórios, prevenir doenças crônico degenerativas como Alzheimer e Parkinson, diminuir a gordura corporal, combater a depressão, podendo também baixar as taxas de colesterol total e triglicérides e auxiliar no controle da pressão arterial.

As proteínas contidas no produto possuem rápida e lenta absorção (whey protein concentrada, proteína isolada da soja e caseína). O whey protein, rico em aminoácido Leucina (responsável por ativar a síntese proteica), pode ser considerado uma proteína anabólica excelente para o aumento da massa muscular. Já a caseína e a proteína de soja, são consideradas proteínas anti-catabólicas, pois possuem uma absorção mais lenta, fazendo com que a liberação de aminoácidos via intestino > corrente sanguínea, aconteça de forma gradativa, mantendo os níveis de aminoácidos plasmáticos constante e minimizando a redução da perda da massa magra ao longo do dia.

As vantagens não param por ai, pois o produto apresenta 60% da ingestão diária de Vitamina A, Vitamina D, Tiamina, Niacina, ácido Fólico, Biotina, Vit C, Vit E, Riboflavina, Vitamina B6, Vitamina B 12, ácido pantotênico e 129% da ingestão de cálcio, 104% de fósforo e 47% de ferro, contribuindo para uma excelente nutrição diária. Em relação ao consumo, o produto pode ser ingerido antes ou após a sessão de exercícios ou até mesmo para substituir alguma refeição intermediária do dia.

E para finalizar, o suplemento não apresenta efeitos colaterais, desde que seja ingerido de forma correta. Para isto, a prescrição de um nutricionista é de extrema importância, pois como todo suplemento, primeiramente deve ser verificado se realmente há a necessidade da inclusão do produto como complemento alimentar da dieta.

Por: Nutricionista Bricio Paiva Ribeiro Geraldeli – CRN: 7394 | Nutricionista Esportivo formado pela faculdade Unis (Centro Universitário do Sul de Minas) em Minas Gerais. Possui pós-graduação em Nutrição Clínica pela Unifal.

1234... 34»

Marina Iris - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018