O jardim do outro – Ou porque não estamos satisfeitos com o que temos (#SOUMAISEU)

Para a maioria de nós, a verdadeira vida é a que não levamos. É muito difícil ver alguém satisfeito com o que tem; passamos horas na academia, fazemos restrições alimentares, sacrifícios, mas sempre achamos que o abdômen do outro é melhor que o nosso!

Isso é culpa do nosso cérebro, da nossa conduta de comparação e dos nossos neurônios espelho, que agem imitando o mundo que o circunda.

O drama de muitas pessoas é esperar que acontecesse algo diferente ou especial que lhes permita viver. No entanto é justamente essa atitude que impede que a vida desejada chegue. Muitas vezes, você inicia um processo de reeducação alimentar, e ao atingir passa a lutar desenfreadamente por um abdômen “6 packs” (seis gominhos – barriga tanquinho) – mas era isso mesmo que você queria? A ansiedade, e as privações são necessárias? Qual era sua meta anterior? É como você se preparar arduamente para uma guerra que nunca vai ocorrer – ou seja – a energia será gasta a toa.

O anseio por uma vida que não é sua se mostra desde o dia em que você decide a meta inatingível. Faça assim, tenha uma meta atingível e revise sua verdadeira luta por isso. Nosso cérebro não trabalha com ideias irreais, faça isso por você e pelo seu cérebro, use-o a seu favor.

Em vez de trancar-se numa fortaleza imaginária, gastando tempo e energia, olhe ao redor e deguste os frutos de cada momento da vida.

#metaspossíveis #menosexpectativas #SouMaisEu

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *