Liga da Proteção

Em meio a uma época tão festiva com o Carnaval, uma triste realidade insiste em acontecer e nos chocar: a exploração sexual de crianças e adolescentes. Tal violação nos direitos desses pequenos cidadãos, por vezes, acaba sendo ignorada ou velada. É necessário sair do estado de choque, encarar essa violência com um crime, e um dos mais hediondos. Por isso, fundamental também é a denúncia a fim punir os agressores e cessar a impunidade.

A Secretaria dos Direitos Humanos trabalha com a divulgação e o esclarecimento, em diversas mídias, desse grave crime que é a exploração sexual de crianças e adolescentes. Dessa forma, o ato da denúncia é incentivado, fortalecendo a prevenção e ampliando a rede de parceiros contra esse tipo de violência.

Outro mecanismo colocado à disposição da sociedade como canal de comunicação responsável pelo recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes é o Disque Denúncia Nacional – Disque 100. Esse telefone funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Ao tratar de delicado assunto, o Governo Federal lança uma campanha lúdica, a LIGA DA PROTEÇÃO, que embarca no clima de descontração e fantasia do Carnaval para convocar a população a formar um grupo de proteção às crianças e adolescentes. Assim, elevamos a imagem de cada cidadão: um super-herói que, nesse caso, tem sim o poder de salvação.

Acesse os nossos canais nas redes sociais e faça parte desta mobilização social. Em nossa página no Facebook você pode participar dessa campanha utilizando o aplicativo LIGA DA PROTEÇÃO, que além de incluir no seu avatar uma fantasia, “uniforme” da campanha, transmite mensagens de apoio e prevenção, atuando também com uma divulgação permanente em seu perfil sobre o quanto é importante combater e denunciar qualquer tipo de exploração sexual. Twitter: twitter.com/dhumanosbrasil.

A proteção de crianças e adolescentes é um dever e juntos, unindo forças, conseguiremos enfrentar essa violência.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *