Glúten – consumir ou não?

Glúten é uma proteína composta pela mistura das proteínas gliadina e glutenina, que se encontram naturalmente na semente de muitos cereais, como trigo, cevada, centeio e aveia. Esses cereais são compostos por cerca de 40-70% de amido, 1-5% de lipídios, e 7-15% de proteínas. Para algumas pessoas, a ingestão de glúten provoca danos na parede do intestino delgado, acarretando prejuízos para a saúde.

A doença celíaca é um distúrbio inflamatório crônico do intestino delgado que afeta 1% da população. Resposta imunológica intensificada ao glúten ingerido (trigo, aveia, cevada e centeio). O tratamento é a retirada do glúten da alimentação.

Muitas pessoas vem cortando o glúten da dieta com objetivo de conquistar um corpo mais sequinho. Ainda não existem pesquisas que comprovem realmente se o glúten tem esse efeito.

O que se especula é que ele demora mais para ser processado e acaba desacelerando o metabolismo causando em muitas pessoas inchaços, especialmente nas que são intolerantes.

Retirando o glúten, pessoas com sensibilidade leve podem, ainda, experimentar a sensação de bem-estar e disposição. A memória e o raciocínio também podem ser beneficiados, já que a dificuldade para processar o glúten consome muito oxigênio.

Alimentos sem glúten: massas de arroz, milho, quinoa, farinha de arroz, milho, quinoa, amido de milho, tapioca, mandioca, soja, araruta, polvilho doce, etc.

As desvantagens

Pessoas que não são intolerantes ao glúten quando o retiram da dieta acabam ficando com mais fome e aumentando o peso.

Outro problema é não ingerir a quantidade correta de carboidratos que é a principal fonte de energia do nosso organismo, a pessoa pode ficar fraca, sentir dores gastrointestinais e pode perder massa muscular.

Os alimentos sem glúten no mercado costumam ser caros e muitos deles não são realmente saudáveis, o ideal é sempre ficar de olho no rótulo dos alimentos.

O ideal é fazer sempre acompanhamento com um nutricionista para ele elaborar um cardápio correto de acordo com seus objetivos e necessidades, sem você sair prejudicado.

You may also like

6 Comentários

    • Oi Kamyla, obrigada pelo comentário e pela dica <3
      É sempre bom esse tipo de compartilhamento.
      Beijos

  • Será que resulta? Já tentei fazer detox e quanto menos comia mais tempo o peso estagnava :/ sucos de manhã para mim é para esquecer, só não tenho fome a partir de umas 5 da tarde, aí consigo comer pouquinho :p

  • Ola Marina 🙂 vi o seu post no fb e decidi vir comentar porque sigo quase diariamente o seu percurso!
    Quanto ao gluten notei ha pouco tempo que nos dias em que comia mais pao ficava com barriga estufada e má disposiçao e agora evito. Faço umas tortilhas de milho com clara de ovo e como em ves do dito paozinho :p
    Em julho do ano passado comecei dieta e perdi ate agora quase 10k (tenho 1.66 e 59.6 agora, visto 34) mas continuo a ter gordura localizada nos obliquos (aprendi aqui kkk) e nas costas :/ estou num platô ha quase 2 meses. Alguma sugestao?
    Beijo

    • Obrigada querida <3
      Eu também estava no efeito platô por alguns meses, o que me ajudou foi a mudança da dieta, pois o corpo acaba se acostumando com a alimentação e as vezes é bom dar uma mudada, no meu caso a dieta foi bem restritiva para a queima da gordura, então sugiro que você procure um nutricionista, pois ele poderá te ajudar a descobrir uma dieta nova e assim secar essas gordurinhas :*

      • @Marina Iris, Será que resulta? Já tentei fazer detox e quanto menos comia mais tempo o peso estagnava :/ sucos de manhã para mim é para esquecer, só não tenho fome a partir de umas 5 da tarde, aí consigo comer pouquinho :p

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *