Please assign a menu to the primary menu location under menu

Diga adeus à dor lombar!

Lombalgia, ou dor lombar, é definido como dor e/ou desconforto na região localizada nas costas abaixo da margem das últimas costelas e acima dos glúteos, com ou sem dor nas pernas.

Em muitos casos a lombalgia aparece em conseqüência de lesões severas na coluna, como hérnias de discos, desgastes ou desvios. Porém, em cerca de 85% dos casos de relato da dor não há a presença de nenhuma patologia, ou seja, sem lesões aparentes em exames médicos. Isto ocorre principalmente em pessoas jovens, e geralmente se deve a um desequilíbrio muscular. Uma musculatura enfraquecida, ao longo dos anos e dos esforços designados a ela, se torna deficiente e, com isso, começa a causar tensões, desgastes e, conseqüentemente, dor.

Cerca de 20% a 30% dos adultos irão sentir esta dor pelo menos uma vez em suas vidas. A prevalência desta condição aumenta consideravelmente de acordo com a idade e, muitas pessoas potencializam, ainda mais, com estilos de vida nada saudáveis (obesidade, cigarro e inatividade física).

O Método Pilates se tornou, recentemente, uma excelente forma de se exercitar, tratar e prevenir dores no corpo. Isto porque a técnica promove um ganho de força, flexibilidade, equilíbrio e amplitude de movimento, de forma coordenada e consciente.

Como a carga utilizada nos aparelhos são molas, apresenta menor risco de lesões e é, portanto, indicado para aqueles indivíduos que não podem sofrer impacto nas suas articulações, como é o caso das lombalgias, osteoporose e desgastes.

O Pilates é definido como um método de condicionamento físico para o corpo e a mente que foca na estabilidade do CORE (musculatura que envolve coluna, abdômen, diafragma e músculos pélvicos), na melhora da postura, no fortalecimento, na flexibilidade e no controle dos músculos em geral, assim como na coordenação ideal entre respiração e movimento; promovendo benefícios para o corpo como um todo, principalmente para as costas.

Antonino Patti e seus colaboradores publicaram no jornal internacional Medicine em janeiro deste ano, uma revisão sistemática sobre os “Efeitos do Programa de Exercícios do Pilates em Pessoas com Dor Crônica Lombar”, ou seja, que apresentam dores já há algum tempo. Os autores concluíram com o artigo que o Método Pilates é eficaz no tratamento da dor crônica lombar e, que é uma intervenção melhor que não fazer nada ou fazer poucos exercícios. Em um dos estudos o método foi, até mesmo, significativamente mais eficaz na redução da dor do que tomar medicamentos.

Exercícios físicos ‘ajudam’ no tratamento de dores crônicas, mas ainda é necessário mais estudos para esclarecer o tema e definir melhor quais os fatores exatos ou, quais exercícios específicos são responsáveis pela melhora da dor.

De qualquer forma, se você sente dores nas costas, o que ainda está esperando para começar suas aulas de Pilates?!
Além de aliviar as dores, o Pilates irá te desafiar em exercícios irreverentes, divertidos e gostosos de fazer.

Muitas pessoas têm a falsa sensação de que o Método é um tipo de atividade física para idosos ou mulheres; que é fácil, chato ou só alongamento. Mas nada disso é verdade! Além de ser indicado para qualquer pessoa (homens, mulheres, cadeirantes, com dores crônicas, problemas físicos, crianças, adultos e idosos), o Pilates é, muitas vezes, difícil de ser executado. Pois os exercícios exigem muita força e resistência, muita flexibilidade e, principalmente, muuuuuita concentração.

O X da questão do Método é que ele é individualizado, podendo variar de intensidade ou dificuldade de execução de acordo com as limitações de cada pessoa. Ele sempre exigirá seu máximo naquilo que precisa ser trabalhado, porém de forma fluida, harmônica e concentrada. Prezando sempre pelo bem-estar físico e mental, mesmo quando em movimento.
Então nada de ficar com pré-conceitos com a técnica, ok?! Enquanto isso, você está aí, perdendo tempo em melhorar suas dores, corrigir posturas erradas, definir seu corpo e em ficar mais forte, flexível e saudável!

Agende uma aula experimental ainda hoje e já comece a se sentir melhor! Junte-se à turma dos Pilateiros e beneficie-se com tudo o que a técnica pode lhe proporcionar. Assim com eu, você vai se apaixonar!

Fonte: PATTI et at, Effects of Pilates Exercise Programs in People With Chronic Low Back Pain – A Systematic Review, Medicine Journal, Volume 94, Number 4, January 2015 – www.md-journal.com

The author: Aline Gonzaga

Fisioterapeuta, pós-graduada em Ortopedia e Desporte, professora e amante de Pilates. Adoro tudo que envolva o movimento do corpo humano. E como bestfriend da adrenalina sou também adepta do lema: “No pain, no gain”. Mas até que ponto essa dor gera ganhos? Quando o exercício vira vilão? E é pra que você entenda isso direitinho que vou falar sobre a execução correta e séries de exercícios para cada parte do corpo, que podem ser realizados até mesmo por quem não tem dinheiro ou tempo para academias; e sobre prevenção de lesões relacionadas à atividade física. Preparados?
Leave a Reply