Please assign a menu to the primary menu location under menu

Atividade física na gestação

Nada como as “picadinhas de amor” da Marina para nos motivar a querer falar apenas sobre gravidez e fatores associados a ela, não é mesmo?! Comigo não foi diferente e, é por isto que resolvi fazer uma seqüência de posts que falarão sobre a atividade física na gestação.

O tema será dividido em três textos para explicar o que pode ou não fazer nas fases: antes, durante e depois da gestação. São orientações para que a mamãe e o bebê passem por 9 meses de muito amor, sem que haja a interferência de dores, lesões ou alterações posturais. Sem medos e dúvidas sobre se o que está fazendo ou pretende fazer é a melhor opção para você e seu bebê.

Interessou-se pelo assunto? Então não perca as minhas próximas publicações no By Marina e vem cuidar de você e do seu (sua) pequetito (a) com a gente!

Parte I: Antes da gestação

Se você pretende e já planeja engravidar, matricule-se JÁ em alguma atividade física!

É muito importante se exercitar nesta fase para que o corpo crie uma resistência e um bom condicionamento pré-gestacional e, desta forma, a fase da gestação será muito melhor aproveitada.

Um exemplo claro disto é que, mulheres sedentárias, porém saudáveis, quando engravidam devem permanecer no mínimo 3 meses sem praticar qualquer atividade física; pois neste período há um risco de aborto espontâneo natural, principalmente na primeira gravidez. Como para qualquer pessoa que nunca fez atividade física na vida, iniciar alguma prática física já exige um esforço tremendo, imagine para esta mesma pessoa quando em gestação!

Se a grávida já possuía um bom condicionamento físico prévio à gravidez, o processo gestacional é muito melhor e, dependendo da liberação do médico, pode até mesmo continuar sua atividade física normalmente desde o primeiro dia, sem interrupção.

Obviamente que, quando se tem um planejamento de quando pretende engravidar, fica muito mais fácil cuidar da saúde antes do período gestacional. Já quando é uma gravidez não planejada, descobrindo após algumas semanas de gestação, não tem como voltar atrás para investir nos cuidados com o corpo.

Por isso, mesmo que não tenha a intenção de engravidar agora, o ideal é que inicie uma prática regular de atividade física o mais breve possível. Pois, se cuidar da sua saúde para que tenha uma boa qualidade de vida ao longo dos anos não for motivo suficiente para que se movimente… bem, que um futuro filho talvez seja!

Se você não está grávida (AINDA!) pode fazer qualquer atividade física, desde que não tenha algum problema ou doença que interfira na prática. É sempre bom consultar um médico antes de iniciar uma rotina de exercícios, para confirmar o pleno estado de saúde ou tratar qualquer intercorrência médica que venha a ter. Previne problemas durante a gravidez e fora dela, como hipertensão arterial, diabetes ou até mesmo algum problema cardíaco congênito.

Os treinos de qualquer espécie são extremamente benéficos para a saúde, mas se pretende engravidar vale a pena já ir procurando orientações sobre: melhora do condicionamento cardiovascular (exercícios aeróbicos como aulas de Circuito, HIIT, Zumba, danças no geral, corridas, natação, etc) para controlar a pressão arterial, reduzindo o risco de eclampsia quando grávida e os inchaços articulares por déficit de retorno venoso; maior ganho de força e resistência muscular (exercícios de musculação, CrossFit e Treinamento Funcional, por exemplo, são ótimas dicas) para suportar o peso da barriga nos últimos meses da gestação, sem que sinta dores nas pernas, e carregar o bebê no colo sem muita dificuldade ao longo do seu crescimento; correção e prevenção de posturas erradas (as sessões de Pilates, RPG e Ioga são campeãs neste assunto) reduzindo, se não anulando, a chance de ter dor lombar, alterações definitivas nas curvaturas da coluna, diástase abdominal exagerada, incontinência urinária, dentre outras condições decorrentes da fraqueza da musculatura profunda e postural do corpo.

Desta forma, quando fizer o teste e descobrir que dentro de você cresce a pessoinha mais linda do seu mundo, também perceberá que está pronta para todas as conseqüências deste período maravilhoso da vida de toda mulher: a gestação.

Linda, radiante e extremamente feliz você ficará pelos próximos 9 meses… além, é claro, forte, flexível, resistente, com ótima postura e sem dores. Tudo isso porque você se cuidou para poder, agora, cuidar de alguém!

Parabéns (futura) mamãe! Você já está um passo a frente no sucesso da sua gravidez!

The author: Aline Gonzaga

Fisioterapeuta, pós-graduada em Ortopedia e Desporte, professora e amante de Pilates. Adoro tudo que envolva o movimento do corpo humano. E como bestfriend da adrenalina sou também adepta do lema: “No pain, no gain”. Mas até que ponto essa dor gera ganhos? Quando o exercício vira vilão? E é pra que você entenda isso direitinho que vou falar sobre a execução correta e séries de exercícios para cada parte do corpo, que podem ser realizados até mesmo por quem não tem dinheiro ou tempo para academias; e sobre prevenção de lesões relacionadas à atividade física. Preparados?
Leave a Reply